Gutemberg Nery Guarabyra Filho, nasceu em Barra do Rio Grande, BA em 20 de Novembro de 1947. Filho de pastor batista, inicia-se na música cantando hinos na igreja.
Com 15 anos monta junto com o irmão Gilson Guarabyra um espetáculo de música folclórica, que viaja pelas cidade de Minas e Bahia. Em 1966 segue para o Rio de Janeiro, onde cantou com Luís Carlos Sá e Sidney Miller na inauguração do Teatro Casa Grande, no Rio de Janeiro, em 1967.
Em fins de 1967, de novo no Rio de Janeiro, venceu a parte nacional do II FIC, da TV Globo, com a música Margarida, que interpretou com o grupo Manifesto.
Em 1971 foi convidado para dirigir o VI FIC ao lado de Augusto Marzagão, assumiu a direção artística do Festival de Juiz de Fora e assinou contrato com a Odeon. Nessa época, com a participação de Zé Rodrix, foi formado o trio Sá, Rodrix e Guarabyra, que gravou dois LPs na Odeon, Passado, presente, futuro e Terra.
Em 1973, quando Zé Rodrix se desligou do grupo, surgiu a dupla Sá e Guarabyra, começando com dois LPs pela Odeon: Nunca, ainda em 1973, e Cadernos de viagem, em 1975. O disco Pirão de peixe com pimenta, Som Livre, 1977, considerado o melhor da dupla, inclui o sucesso “Sobradinho”, um xote moderno. Em seu décimo aniversário, 1983, a dupla gravou 10 anos juntos, RCA, disco que inclui sucessos como “Espanhola” e “Caçador de mim”, e que marca o fim do rock-rural. A partir daí, a dupla desenvolveu um som mais urbano, como em Paraíso agora, RCA, 1984, com os sucessos “Capitão da meia-noite” e “Cheiro mineiro de flor”.
No ano seguinte, foi lançado Harmonia, RCA, o disco mais popular da dupla, com “Roque Santeiro”, “Verdades e mentiras” e “Dona” (gravada pelo grupo Roupa Nova).
Os lançamentos seguintes foram: Cartas, canções e palavras, RCA, 1987; Vamos por ai, Eldorado, 1990; Sá & Guarabyra, Eldorado, 1993; Sá & Guarabyra, Eldorado, 1994. Em 1996, a dupla fez um show no Canecão, no Rio de Janeiro, com Beto Guedes.
Em 1997 foi lançado o disco Rio-Bahia, pela RGE. Sá continua trabalhando com jingles publicitários. Guarabyra lançou seu primeiro livro de ficção, O outro lado do mundo.

Depoimento

Olha, o Clube da Esquina é uma coisa, como é que eu vou te explicar? Acho que o mundo todo precisava, cada uma das suas nações, depois de tudo que se aprendeu com os Beatles. Pra mim, o Clube da Esquina é filho de Beatles, na minha concepção. Leia todo o depoimento

Blog de Guttemberg Guarabyra

Olá, mundo!

Bem-vindo ao blog no Museu Clube da Esquina. Acompanhe aqui novidades e notícias!

Galeria