ATA DA VIIIª ASSEMBLEIA GERAL

| | |

ATA DA VIIIª ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO MUSEU CLUBE DA ESQUINA – 04 (quatro) dias do mês de maio de 2011, às 19h30min, em segunda e última convocação, no auditório da Casa Mac, rua Eduardo Porto, 602, bairro Cidade Jardim, nesta Capital, reuniram-se em Assembleia Geral Ordinária os associados, totalizando 35 (trinta e cinco) entre presentes, conforme lista devidamente assinada, em anexo 1, a qual faz parte integrante desta Ata. A reunião atendeu ao edital de convocação regularmente expedido através de carta-circular enviada por meio eletrônico a todos os associados. Foi indicado para presidir a Assembleia o diretor da Associação Sr. Márcio Hilton Fragoso Borges, que convidou a Secretária Executiva da Associação Cláudia Brandão e a associada Tatiana Dias para secretariá-lo. O Sr. Presidente iniciou os trabalhos pelo item 1° (primeiro) da pauta: Balanço geral de todas as atividades da Associação desde 2004, especialmente os projetos incentivados por lei, participação em editais, e as subsequentes ações que esses desencadearam. secretária de mesa Tatiana Dias exibiu em Power Point as principais ações da Associação desde sua fundação, com números e dados, de acordo com o anexo 2 que faz parte integrante desta Ata. Item 2 (dois) da pauta: Cronologia e descrição das ações que levaram ao convênio e ao termo de cessão do imóvel Servas – esforços pela vigência; Sr. Presidente explicou os passos dados por ele e os associados Cláudia Brandão, Túlio Mourão, Franciane Curi, Luciana Salles, o advogado Marco Andere,a arquiteta Mariza Machado e os deputados federais Jaime Martins, Nárcio Rodrigues, Virgílio Guimarães, Saraiva Felipe e outros em prol da vigência do convênio de cessão de imóvel firmado entre esta Associação e o Governo de Minas Gerais, através da Secretaria de Estado de Cultura. explanações foram consideradas pertinentes por aclamação da Assembleia. Item 3 (ês) da pauta: Cronologia e descrição das ações que levaram à aprovação da emenda parlamentar em favor do Museu e seus desdobramentos; percalços e custos dessas ações; O associado Túlio Mourão tomou a palavra e explicou os esforços que culminaram na reunião da bancada parlamentar federal mineira em torno da votação de emenda destinada a instalação do Museu Clube da Esquina no espaço do Circuito Cultural da Praça da Liberdade. O . Presidente observou que apesar da palavra empenhada por diversos Ministros do MinC, nenhum tipo de convênio o Ministério da Cultura havia sido ainda firmado com esta Associação é a presente data. O conselheiro Fernando Brant opinou que era muito importante que a Associação envidasse esforços no sentido de sair da dependência das esferas governamentais e propôs maior envolvimento dos associados os destinos da Associação. Item 4 (ro) da pauta: Participação da Associação no Fórum da Música de Minas Gerais – histórico das ações, compromissos institucionais, estado atual; Sr. Presidente, auxiliado na explanação pela secretária executiva da Associação, Cláudia Brandão, relembrou os passos dados pela Associação ainda em 2007, por instrução da então Secretária de Estado da Cultura, Eleonora Santa Rosa, sentido de esforços de organização da classe com outras associações músicos e produtores, de pessoa jurídica, como forma de facilitar o diálogo entre os poderes públicos e cadeia produtiva. ainda que desta ão nasceu o Fórum da Música de Minas Gerais e deste órum, o Programa Música Minas, que vem desenvolvendo um trabalho considerado exemplar em praças, contemplar circulação e divulgação de úsicos do Estado no Brasil e no Exterior. A Secretária executiva Cláudia Brandão anunciou que a gestão do Programa Música Minas, este ano 2011, está a cargo desta Associação, por decisão unânime do Fórum e por convênio assinado com a Secretaria de Cultura exclusivamente para este fim. Assembleia referendou a presença desta Associação no Fórum e aprov a permanência da Associação como orgão gestor do Programa Música Minas, nesta versão 2011. Item 5 (inco) da pauta: Estado atual da Associação dos Amigos do Museu Clube da Esquina e suas perspectivas; Diversos associados uso da palavra e . Presidente chamou à mesa os associados Juvenal Pereira e Cristiano Quintino, que expuseram com detalhes seus planos de revitalização da Associação. Juvenal salientou a importância da marca Clube da Esquina como valor de mercado e propôs a criação de produtos novos novas estratégias que gerassem envolvimento e renda. Cristiano pontuou a necessidade da Associação preparar ações visando ocupação de espaços e visibilidade por ocasião da próxima Copa do Mundo. O associado Túlio Marques propôs a criação de grupos de trabalho e ele próprio se propôs organizar e levar adiante um grupo destinado a buscar apoios institucionais ainda não prospectados, és da criação de um selo e uma campanha de comunicação, no que foi apoiado pelo associado Arthur Vianna, que se dispôs a trabalhar neste grupo. O associado Flávio Venturini propôs, juntamente com Murilo Antunes, encabeçar um grupo que buscará doação de fonogramas originais para gravação de um CD com renda revertida para a Associação, para o que disponibilizou seu trabalho e seu estúdio. Os 4 (quatro) grupos de trabalho assim formados e seus responsáveis estão descritos no anexo 3 que faz parte integrante desta Ata. Os itens seguintes: 6. Necessidade de uma nova ordem jurídica para gerir o Museu e suas relações com a Associação; 7. Concepção de uma estrutura permanente de gestão do espaço físico; foram considerados importantes por todos, ém, à unanimidade, a discussão foi adiada para extraordinárias futuras, quando se a cessão de imóvel do Servas vigora de pleno direito, após cumprida a cláusula de contrapartida devida por esta Associção, qual seja, a integralização dos recursos ários à instalação física, que só então darão validade ao termo de cessão. O ites 8 () e 9 () da pauta: 8. Necessidade de mudança de endereço do escritório da Associação; e 9. Mudanças no estatuto da Associação e estabelecimento de novas regras para os associados – necessidade de pagamento de mensalidade ou equivalente; foram discutidos, a Assembleia considerou ível permanecer no mesmo endereço e com o estatuto inalterado pelos próximos meses, pelo aguardo das decisões da esfera federal e resultados das ações dos grupos de trabalho foram formados. O item 10 () da pauta: Mudanças nos quadros atuais da Diretoria da Associação; ão foi discutido, por avaliação ária da Assembleia que esta diretoria deverá permanecer até o final de seu mandato, expiraem abril de 2012. explanação final, Sr. Presidente salientou a importância pelos recém-formados grupos de trabalho e premência de seu fortalecimento, mormente pela necessidade a Associação de formar novos quadros executivos, desde já as ações previstas discussão nos itens 6 () e 7 (). O item 11 (): Pauta aberta aos participantes; contou com fala final de Túlio Mourão, que aos associados intenção do cineasta Paulo Thiago em desenvolver um projeto de longa metragem baseado no livro “Os Sonhos Não Evelhecem”. nova associada Rose Pidner propôs buscar apoio junto à Fundação Municipal de Cultura, no que foi pontuada por Fernando Brant, que propôs que esta parceria se resumisse à utilização de espaços públicos, para manter posição de independência e autonomia da Associação. 12 (doze): Admissão de novos associados; oram admitidos () novos associados, na categoria sócio efetivo, segundo na lista de presença que faz parte integrante desta Ata. são os novos sócios efetivos: Rose Pidner, Marco Andere, Andere, João Diniz, João Ângelo , Norma Sueli de Souza, Kelly Maia, Sandra Abreu, Samira Vitral Fernanda Rodrigues. a ordem do dia esgotada, o Sr. Presidente deu por encerrados os trabalhos, solicitando que a presente Ata seja lavrada, a qual segue devidamente assinada pelo Sr. Presidente e Secretárias, para que surtam os efeitos legais de presente e futuro. Belo Horizonte, 04 de maio de 2011.

(Assinado) . (Assinado ) .
Márcio Borges – Presidente Cláudia Brandão – Secretária Executiva

(Assinado) .
Tatiana Dias – Secretária da mesa

obs. a via original assinada desta Ata encontra-se em nosso escritório

ANEXO 1

LISTA DE PRESENÇA

1. Márcio Borges
2. Claudia M. Brandão
3. Cristiano Quintino
4. Juvenal Pereira
5. Arthur Vianna
6. Tatiana A. Dias
7. Isabel M. B. Borges
8. Laura Dias
9. Walber Braga Jr.
10. Rosemaire Pidner
11. Carlos Alberto P. Gouvêa
12. Sandra Maria Abreu
13. Túlio Mourão Pontes
14. Francisco Castilho
15. Paulo Vilara
16. Franciane Curi
17. Marco Andere
18. Denise Andere
19. Fernando Rocha Brant
20. Andrea Estanislau
21. Samira Vitral
22. José Francisco da silva
23. Paulo Giordano
24. Túllio Marques
25. Marcelo Pianetti
26. Murilo Antunes
27. Marcelo Borges
28. Elizabeth Moura
29. João Ângelo Siqueira
30. Flávio Hugo Venturini
31. João Diniz
32. Norma Sueli de Souza
33. Fernanda Rodrigues
34. Izolda Kelly Maia
35. Marcus Viana

esta lista de presença encontra-se assinada no livro de presença no escritório da Associção

ANEXO 2

Balanço geral de todas as atividades da Associação desde 2004, especialmente os projetos incentivados por lei, participação em editais, e as subsequentes ações que esses desencadearam

2004
– Pronac obtido pelo proponente Instituto Museu da Pessoa, de São Paulo, que administrou os recursos com os quais foram realizadas as seguintes ações:
– Assembleia de Fundação da Associação dos Amigos do Museu Clube da Esquina;
– Realização de 10 espetáculos musicais gratuitos “Museu Vivo” em colégios, escolas e universidades nas cidades de Belo Horizonte e Três Pontas. Cerca de 80 participantes, entre artistas e músicos; cerca de 5.000 espectadores.
– Lançamento do Portal Museu Clube da Esquina na internet, com mais de 50 entrevistas e histórias de vida de artistas e amigos, exposição virtual do disco Clube da Esquina,
– Lançamento do Portal Museu da Esquina no Minas Tênis Clube, Belo Horizonte, em confraternização para aproximadamente 400 pessoas.
2005
– Lançamento do “Guia de Belo Horizonte – Roteiro Clube da Esquina;
– Inauguração das Placas do Guia de Belo Horizonte, com show na Praça Duque de
Caxias, Belo Horizonte;
– Projeto URBE –levantamento dos agentes culturais do bairro de Santa Tereza, Bhte., realizado em colaboração com o SEBRAE;
– Dia do Trabalhador – 4 shows simultâneos realizados em refinarias, ginásio e sede da Petrobras, transmitidos pela TV corporativa Petrobras.
– Participação de cerca de 50 artistas nos eventos gratuitos do Museu Clube da Esquina realizados em praças públicas e universidades.
– Assembleia Geral – 2005.
2006
– Museu Vivo na Estrada Real : 7 shows com a participação de aproximadamente 40 artistas em 7 cidades;
– Show para 3.000 espectadores no Festival de Inverno de Ouro Preto;
– SESC RJ – Show no Festival de Inverno de Nova Friburgo e Itaipava, para cerca de 3.000 pessoas;
– Assembleia Geral 2006.
2007
Associação obtém seu primeiro Pronac n° 053234 (informações no site do MinC)
– Captação de patrocínio Eletrobrás, Copasa e Petrobras
– Museu Vivo na Estrada Real –7 shows, 7 cidades e mais de 40 artistas participantes;
– Lançamento em São Paulo da nova versão do Portal, chegando a 100 entrevistas, novas seções, tradução para inglês e espanhol.
– Museu Vivo –10 shows em Belo Horizonte, São Paulo, Niterói;
.- Oficina de Letras em São Paulo;
– Exposição “Clube da Esquina 35 anos –Uma obra de Arte;
– Inicia participação no Fórum da Música de Minas Gerais;
– Assembleia Geral 2007.
2008
– Projeto Centro Cultural dos Correios –Salvador, BA;
– Museu Vivo Teatro Vila Nova –Salvador, BA;
– Participação na criação do Programa Música Minas;
– Entrevista exclusiva dos artistas Ron Carter e Wayne Shorter para o acervo virtual;
– Show no Clube do Jazz, Torino, Itália; participação do evento Casa de Minas na Itália a convite do Governo de minas Gerais;
– Divulgação de mais de 50 Cds de artistas brasileiros em Como, Itália e em Paris, na Radio France Internacional, setor de música.
– Assembleia Geral 2008.
2009
– Participação no lançamento oficial do Programa Música Minas no Palácio da Liberdade;
– Exposição no Espaço Cultural dos Correios, Juiz de Fora, MG;
– Programação Clube da Esquina SESC Pinheiros: shows, palestras, exposição;
– Festival de Inverno de Ouro Preto: exposições, oficinas e shows;
– 20 anos do Feitiço Mineiro, Brasília: exposição, 12 shows e cerca de 30 artistas convidados;
– Representação do Fórum da Música de Minas Gerais em rodadas de negócio: em Bogotá, Colômbia, Copenhague, Dinamarca (Womex) e Recife (Feira Música Brasil);
– Assembleia Geral 2009.
2010
– Associação obtém seu segundo Pronac 0711111 (informações no site do MinC)
– Captação de patrocínio Copasa e Unimed;
– Participação no lançamento do Circuito Cultural com show na Praça da Liberdade;
– Museu Vivo em Poços de Caldas, MG;
– reformulações na plataforma do site, para maior integração com as redes sociais;
– Exposição Fotográfica e show em Diamantina, MG;
– Lançamento do livro “A chegada da Vitória Minas”, via Fundo Estadual de Cultura;
– Assinatura do convênio com o Governo de Minas sobre doação do imóvel SERVAS para instalação do Museu Clube da Esquina – Centro de Referência da Música de Minas.
– Desenvolvimento do Projeto Sede Física, via Siconv;
– Viagens a Brasília para tentar liberação de recursos para a instalação da sede física.
– Gestão de Circulação do Programa Música Minas: shows no Centro Cultural Carioca, Projeto Tamar – Praia do Forte e Aracaju;
– Representação na Womex – Dinamarca, e na Feira Música Brasil de Belo Horizonte.
– Reunião na Embaixada de Berlim, Alemanha, respondendo a convite formulado pelo setor de Relações Internacionais do MinC, visando realização de exposição e eventos sobre os diversos aspectos da cultura do Estado de Minas;
– Assembleia Geral 2010.
2011
– Assinatura de convênio para gestão do Programa Música Minas;
– Viagens a Brasília para tentar liberação dos recursos para a construção da sede física;
– Aprovação do Projeto AMA – Belotur, em parceria com a Casa MAC, para mostra expositiva, palestra e show na ONU em NY, EUA;
– Participação no lançamento oficial do Espaço Minas Gerais, em São Paulo, com vista a apresentações de artistas selecionados pelo Programa Música Minas.
– Assembleia Geral 2011, de que constam estes documentos.

Alguns músicos e artistas que participaram de shows, exposições e outros eventos promovidos pela Associação dos Amigos do Museu Clube da Esquina
Ademir Fox, Aggeu Marques, André Mehmari, Álvaro Hardy, Antonieta Silvério, Barral, Beto Guedes, Beto Lopes, Celo Borges, Celso Alves, Celso Moreira, Chico Amaral, Chico Lessa, Clarissa de Oliveira, Cláudio Farias, Cláudio Venturini, Coral Matter Eclesiae, Elder Costa, Esdra “Nenem”, Fernanda Takai, Fernando Brant, Flávio Venturini, Fred Borges, Gabriel Guedes, Geraldo Veloso, Giuliano Fernandes, Hely Rodrigues, Ian Guedes, João Antunes, Lincoln Cheib, Lô Borges, Márcio Borges, Mario Castelo, Marco Elísio, Marcos Vianna, Marilton Borges, Milton Nascimento, Murilo Antunes, Nelson Ângelo, Nilton Maravilha, Nivaldo Ornelas, Orquestra de Violões do Colégio Estadual, Paulinho Carvalho, Paulo Vilara, Reginaldo Silva, Renato Valente, Robson Mattos, Rodrigo Borges, Rogério Flausino, Ronaldo Bastos, Sérgio Magrão, Tabajara Belo, Tadeu Franco, Tatá Spalla, Tavinho Moura, Telo Borges, Toninho Horta, Túlio Mourão, Tutuca Tiso, Vermelho, Wagner Tiso, Wilson Lopes e outros.

Fotografia, museologia, arquitetura e artes gráficas;
Aloysio Salles Jr., Cafi, Cristiano Quintino, Cristina Bruno, Denise Emerich, J.C. Serroni, Juvenal Pereira, Kélio Rodrigues, Luciana Salles, Mário Luis Thompson, Mariza Machado Coelho, Ronaldo Gorini, Silvana Franco.

Assessoria jurídica
Marco Andere Teixeira

ANEXO 3 – GRUPOS DE TRABALHO CRIADOS

Grupo 1. Desenvolvimento de novos produtos e mídias

Encarregado: Juvenal Pereira

Grupo 2. Estudos visando a Copa do Mundo no Brasil

Encarregado: Cristiano Quintino

Grupo 3. Criação do selo de apoio e prospecção de novos patrocínios

Encarregados: Tullio Marques e Arthur Vianna

Grupo 4. Criação de fonogramas a serem doados para a Associação

Encarregados: Flávio Venturini e Murilo Antunes

Fale na Esquina

Fale na Esquina

Deixe uma mensagem

Uma mensagem para ATA DA VIIIª ASSEMBLEIA GERAL

  1. J. Hubner disse:

    Sinto-me honrado e privilegiado de postar comentários a respeito desse clube. talvez seja o clube mais harmônico do mundo. um clube virtual de virtuosos compositores, que fazia do meio fio da esquina Divinópolis com Paraizópolis o seu palco, que certamente era iluminado pelas bençãos de Santa Tereza.

    J. Hubner – Cacoal – RO