Metodologia da Pesquisa

| | |


O Museu Clube da Esquina é essencialmente, neste momento, um museu virtual de histórias do Clube da Esquina – fruto da parceria da Associação de Amigos do Museu Clube da Esquina com o Instituto Museu da Pessoa.Net, cuja missão é garantir que todos – anônimos e famosos – possam preservar e partilhar sua história de vida.

Seu mais valioso acervo é composto por narrativas registradas a partir da metodologia da História Oral. O resultado deste registro está disponibilizado nas seções Artistas e Discos, Amigos do Clube e Internautas, que reúnem as histórias dos protagonistas do Clube, de seus amigos e familiares, bem como de internautas que enviaram suas memórias por meio deste site.

Os depoimentos são contextualizados pela Linha do Tempo, elaborada a partir de levantamento documental realizada pela equipe de pesquisa, formada por historiadores e especialistas em música.

Fazem parte deste inédito acervo, três diferentes tipos de narrativas:

Histórias de Vida

Nas histórias de vida, os personagens contam suas trajetórias de vida, desde as origens familiares até os dias atuais. E, claro, dedicam um momento especial a contar como vivenciaram e compreendem hoje a importância e dimensão do Clube da Esquina no cenário musical.

Foram registradas, através de entrevistas, 36 histórias de vida dos protagonistas do Clube da Esquina, compositores e músicos que geraram o conjunto da obra e que deram origem a esse movimento musical, em Belo Horizonte. Traz, também, narrativas dos amigos e familiares que acompanharam tão de perto esses artistas contribuindo de alguma forma em seus processos criativos.

Essas narrativas foram registradas em vídeo em Minas Gerais – nas cidades de Belo Horizonte e Três Pontas -, Rio de Janeiro, São Paulo – capital – e Brasília, entre os anos de 2004 e 2007. Em seguida foram transcritas, revisadas e indexadas pela equipe de pesquisadores.

Na página de cada depoente, além da narrativa na íntegra, indexada com intertítulos, pode-se acessar a biografia do entrevistado. Também é possível encontrar um trecho desse relato em vídeo, além da imagem de fotos e documentos de arquivo pessoal do depoente.

Esse material foi cedido por empréstimo à equipe de pesquisa pelos próprios depoentes, que identificaram os autores das fotos, as pessoas, lugares e ocasiões fotografadas. As legendas foram produzidas pela equipe de pesquisa a partir dessas informações.

Entrevistas temáticas

Também foram gravadas 74 entrevistas temáticas. Essas entrevistas, mais sucintas, são permeadas por temas mais específicos, como a elaboração de determinada música ou o estabelecimento de novas parcerias. São entrevistas com artistas cujas colaborações foram fundamentais para a sonoridade do Clube e amigos que tiveram vidas e carreiras marcadas por esse movimento musical.

Essas narrativas foram registradas em vídeo em Minas Gerais – nas cidades de Belo Horizonte e Três Pontas -, no Rio de Janeiro e São Paulo – capital -, entre os anos de 2004 e 2007. Em seguida foram transcritas, revisadas e indexadas pela equipe de pesquisadores.

Na página de cada depoente, além de uma biografia e o depoimento na íntegra, indexado com intertítulos, é possível encontrar imagens de fotos e documentos de arquivo pessoal.

Esse material foi cedido por empréstimo à equipe de pesquisa pelos próprios depoentes, que identificaram os autores das fotos, as pessoas, lugares e ocasiões fotografadas. As legendas foram produzidas pela equipe de pesquisa a partir dessas informações.

Internautas

O Museu Clube da Esquina é aberto à participação de todas as pessoas que queiram preservar e compartilhar sua história sobre o Clube. Os internautas enviam suas histórias, que são moderadas pela equipe do Museu da Pessoa.Net e, então, publicadas no site. A participação e a publicação seguem o Código de Conduta.

Instituto Museu da Pessoa.Net

Em 2001, o Museu da Pessoa criou o Instituto Museu da Pessoa.Net, uma OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, sem fins lucrativos, para constituir uma rede virtual de histórias de vida. Nessa rede, qualquer pessoa encontra espaço para registrar a sua história de vida e pesquisar o acervo como fonte histórica única e diferenciada.

Com esse objetivo, lançou, em agosto de 2003, o portal Museu da Pessoa.Net. A iniciativa permite às pessoas comuns contar e preservar suas histórias de vida. Essa forma fundamental para elevação de sua auto-estima estimula a reflexão sobre a identidade, a valorização de indivíduos e comunidades e, conseqüentemente, a promoção de mudanças sociais.

Um acervo de histórias de vida permite, ainda, a possibilidade de pesquisa e nova compreensão de mundo. A narrativa histórica tem papel essencial na manutenção e transformação dos padrões e valores sociais. Reconstruir essa narrativa é uma forma de repensar a história e, conseqüentemente, transformar nosso presente e futuro. Além de possibilitar uma visão mais democrática da história, o acervo permite a compreensão de valores e expectativas de pessoas e comunidades que muitas vezes não têm voz em nossa sociedade.

O acervo do Instituto Museu da Pessoa.Net é composto por histórias que chegam pela Internet e por histórias de projetos de memória realizados em escolas, comunidades, empresas, instituições, sindicatos etc. Visite o portal www.museudapessoa.net para conhecer mais sobre o Instituto Museu da Pessoa.Net.

Fale na Esquina

Fale na Esquina

Deixe uma mensagem