Paulo Vilara

| | |

Paulo Vilara nasceu em Caxambu, no sul de Minas Gerais, em 9 de junho de 1949. Em 1963, conheceu Milton Nascimento, os Borges, Toninho Horta, Beto Guedes e Fernando Brant e passou a fazer parte da turma do edifício Levy. Como não tinha dons musicais, passou a integrar a turma dos cineclubistas. Em 1966, Márcio Borges fez um curta-metragem, “Joãozinho e Maria”, com Paulo no papel de Joãzinho. Participou da diretoria do CEC – Centro de Estudo Cinematográficos em 1968. Na década de 70, começou a escrever sobre cinema. Recentemente, conclui o livro de entrevistas com quatro compositores: Márcio Borges, Fernando Brant, Murilo Antunes e Chico Amaral.

Depoimento

Nem o Bituca sabe disso, eles vão ficar sabendo agora. É porque a nossa sociedade sempre foi preconceituosa, racista. Eu conheci o Bituca em 1963, e esse fato aconteceu em 1965, me lembro perfeitamente. Leia todo o depoimento

Galeria

Fale na Esquina

Fale na Esquina

Deixe uma mensagem